DINÂMICAS DE ENCERRAMENTO e AVALIAÇÃO

 


Imagem Corporal

Objetivos: Avaliar o trabalho do dia; encerrar atividades; promover discussão sobre o trabalho em equipe; avaliar o entrosamento da equipe; discutir o papel de liderança.

Duração: 20 minutos.

Desenvolvimento:

  1. Solicitar que o grupo, sem falar, possa através de uma imagem corporal, representar um tema em discussão no grupo, de acordo com o objetivo do trabalho.
  2. Fazer a leitura das imagens e, se necessário, fazer o papel de "ego auxiliar", ou seja, substituir a pessoa do grupo na imagem, para que a mesma pessoa possa se perceber dentro do contexto.

Sugestões para reflexão:

  • Liderança.
  • Papéis de equipe.
  • Entrosamento da equipe.
  • Dificuldades do grupo.
  • Pontos a serem fortalecidos no contexto profissional
Balão na Roda
Objetivos: Encerrar atividades; refletir sobre o trabalho realizado; avaliar o grau de importância do trabalho realizado, para a vida profissional e pessoal; refletir acerca dos obstáculos que se apresentam diante de todo trabalho; facilitar o processo de separação do grupo.

Material: Balões coloridos, papéis cortados em tamanho pequeno em número maior que o dos componentes do grupo, canetas ou lápis, aparelho de som, música animada e música suave.

Duração: 30 minutos.

Desenvolvimento:

  1. Distribuir um pedaço pequeno de papel e uma caneta ou lápis para cada componente do grupo, solicitando que os mesmos possam escrever uma mensagem bonita no papel, dobrando-o depois em tamanho pequeno.
  2. Oferecer um balão colorido para cada um (deixando que os mesmos possam escolher a cor), pedindo que seja colocada dentro do balão a pequena mensagem dobrada.
  3. Solicitar que os participantes encham o balão e que seja dado um nó na ponta.
  4. Pedir que todos os balões sejam jogados para cima, ao som da música, de maneira que todo o grupo possa tocá-los, avisando-os de que nenhum balão poderá cair no chão. Se isso ocorrer, o facilitador deverá estimular o grupo a jogá-lo para cima.
  5. Encerrar a brincadeira, solicitando que cada pessoa pegue um balão de cor diferente da sua.
  6. Trocar a música, colocando uma música relaxante.
  7. Dispor o grupo de pé, em círculo, pedindo que seja feito um exercício respiratório para descansar.
  8. Solicitar que o balão seja estourado e que cada um pegue a mensagem de dentro. A mesma deverá ser lida em conjunto para todos, ao som da música suave, promovendo uma reflexão no grupo.
  9. Trocar a música e pedir para que o grupo a ouça de olhos fechados, incentivando nesse momento uma breve avaliação, ou mesmo pedir para que deixem uma mensagem para o grupo. MÚSICA SUGERIDA: "Força Estranha" de Gal Costa.
  10. Encerrar a técnica, falando o quanto foi importante o trabalho com a equipe em questão, motivando os mesmos para a continuidade do trabalho.

Sugestões para reflexão:

  • Continuidade do trabalho.
  • Perseverança nas dificuldades.
  • Trabalho em equipe.
Enviando Mensagens
Objetivos: Encerrar atividades e contribuir para aumentar a auto-estima do grupo.

Material: Pratos de papel em quantidade suficiente para todos os componentes do grupo, canetinhas coloridas e fita adesiva.

Duração: 30 minutos.

Desenvolvimento:

  1. Distribuir um prato de papel para cada componente do grupo, solicitando que um pregue o prato nas costas do outro.
  2. Solicitar que, ao som da música, eles possam andar em círculo e que escrevam nas costas do companheiro à frente, uma mensagem positiva, ressaltando as qualidades do colega.
  3. Enviar um sinal ao grupo para que o mesmo possa trocar de companheiro para escrever, até que todos tenham escrito e recebido mensagens.
  4. Encerrar a atividade, solicitando ao grupo que comente o exercício.

Sugestões para reflexão: Processo de auto-estima, escolhas sociométricas e reforço positivo.

Diploma Afetivo

Objetivo: Favorecer a confraternização entre os grupos.

Material: Folha Diploma Afetivo, fita adesiva lápis ou caneta para todos.

Duração: 40 minutos.

Desenvolvimento:

  1. Pedir que cada participante coloque seu nome no diploma. O facilitador também pode preencher um diploma.
  2. Colocar o diploma nas costas, preso com fita adesiva.
  3. Colocar uma música.
  4. Solicitar que cada participante escreva o que desejar nos diplomas dos colegas.
  5. No final, fazer um grande círculo e pedir que cada participante fale com uma palavra o que está levando deste período de convivência com o grupo.
Abraço de Urso
Objetivo: Favorecer a confraternização entre o grupo.

Material: Urso de pelúcia.

Duração: 20 minutos.

Desenvolvimento:

  1. Pedir ao grupo para fazer um círculo.
  2. O facilitador explica que cada pessoa vai se despedir da turma, através do urso de pelúcia que representará os colegas), pode falar, fazer gestos de despedida com o urso e depois vai passá-lo ao colega da direita, até que todos tenham se despedido.
  3. No final, o facilitador comunica que a despedida do urso é bom, mas a nossa é melhor. Cada pessoa deverá reproduzir os gestos e as palavras que disse ao urso, ao seu colega da direita, até que todos tenham se despedido dos colegas.
  4. Comentar os sentimentos com atividade.



Referências Bibliográficas

ARGENTINA. Ministério de Salud y Acción Social de la Nacion. LUSIDA - projeto de controle de SIDA y ETS: dinámicas para la prevención del HIV/SIDA y ETS. Bueno Aires, 1998.

BRASIL. Ministério da Saúde. Educação em saúde integral da mulher: Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher. Brasília, [1998]. Mimeogr.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Adolescentes promotores de saúde. Brasília, 2000.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Coordenação Nacional de DST/Aids. Manual do multiplicador: adolescente. Brasília, 1997.

CARVALHO, Anésia de Souza. Metodologia da entrevista: uma abordagem fenomenológica. Rio de Janeiro: Agir, 1987.

DISTRITO FEDERAL (Brasil). Secretaria de Saúde. O que você deve saber sobre o amor próprio. Brasília, 1998.

ECOS: Estudos e Comunicação em Sexualidade e Reprodução Humana. Corpo, matriz da sexualidade. São Paulo, 1998a.

ECOS: Estudos e Comunicação em Sexualidade e Reprodução Humana. Manual de gênero. São Paulo, 1998b.

ECOS: Estudos e Comunicação em Sexualidade e Reprodução Humana. Prevenção ao Uso Indevido de Drogas. São Paulo, 1998c.

ECOS: Estudos e Comunicação em Sexualidade e Reprodução Humana. Prevenção às DST/Aids. São Paulo, 1998d.

Family Health InternaTional. Guia de orientação para aplicação de metodologias participativas. Brasília, 1999.

Grupo Curumin Gestação e Parto. Trabalhando com parteiras tradicionais: área temática da saúde da mulher. 2. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2000.

Grupo de Trabalho e Pesquisa em Orientação Sexual. Projeto Trance Essa Rede: adolescência e vulnerabilidade (álbum seriado). Brasilia: GTPOS/Ministério da Saúde, Coordenação Nacional de DST e Aids, 1998.

PAVÍA, Victor; GERLERO, Julia; APENDINO, Jorge. Adolescencia, grupo y tiempo libre. 2. ed. Buenos Aires: Hvmanitas, 1995.

Sociedade Civil Bem Estar [DA] Família. Adolescência: época de planejar a vida. Rio de Janeiro: BENFAM, [199?].

Associação Brasileira de Enfermagem - ABEn Nacional
SGAN 603, Conjunto "B". CEP: 70830-030, Brasília-DF
E-mail: aben@abennacional.org.br
Fone: (61) 3226-0653